Coluna do Amigo Fotógrafo: as lentes de Sônia Borotto

Por Sônia Borotto

O Sul do Brasil abriga lugares mágicos e encantadores, que podem ser desfrutados ao lado da família e dos amigos, em meio a natureza. Vale conhecer (e provar) os ótimos espumantes, vinhos, sucos de uva e petiscos que algumas vinícolas produzem, em especial a Miolo, que criou um espaço diferenciado, o Wine Garden, que aparece na primeira foto. Em outras vinícolas, como a Fantin, o atendimento é feito pela própria família, que preserva a história dos seus antepassados com muito orgulho, valorizando a cultura italiana. E também a Vinícola Larentis: o lugar é fantástico e o atendimento, excelente!
Em outros momentos, para quem gosta de aventura radical, o Gasper Montanhismo é uma ótima opção. É um lugar onde simplesmente podemos estar perto da natureza ou nos jogarmos nas ‘aventuras radicais’. O parque oferece várias atividades para curtir e aproveitar!
Venham conhecer Bento Gonçalves (e região) e todos os seus encantos!
Vale dos Vinhedos - Bento Gonçalves/RS
Vale dos Vinhedos – Bento Gonçalves/RS
Vinícola Fantin - Monte Belo/RS
Vinícola Fantin – Monte Belo/RS
Gasper Montanhismo - Bento Gonçalves/RS
Gasper Montanhismo – Bento Gonçalves/RS
Vinícola Larentis - Vale dos Vinhedos - Bento Gonçalves/RS
Vinícola Larentis – Vale dos Vinhedos – Bento Gonçalves/RS
Bento Gonçalves/RS
Bento Gonçalves/RS
Bento Gonçalves/RS
Bento Gonçalves/RS

Sônia Borotto

Anúncios

Coluna do Amigo Fotógrafo: as lentes de Sônia Borotto

As fotografias são o resultado da memória que carregamos, das histórias vividas. E essa é a essência da coluna que se inicia hoje no Viagem entre Amigas. A Coluna do Amigo Fotógrafo abre com as belas imagens cedidas gentilmente pela amiga Sônia Borotto.

Rio de Janeiro
Rio de Janeiro – vista privilegiada da cidade.
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro – Jardim Botânico.
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro.
Porto Seguro
Porto Seguro/BA, um lugar para ser apreciado com tranquilidade.
Wine Garden Miolo
Bento Gonçalves – Wine Garden Miolo, um lugar encantador para curtir a natureza.
Vinicola Don Giovanni
Vinícola Don Giovanni – Pinto Bandeira/RS

Sônia Borotto

Bento Gonçalves: Caminhos de Pedra

bento2

Por Clarice Menezes

Desde que estive em Bento Gonçalves pela primeira vez, sabia que ia apreciar ótimos vinhos e saborear uma rica gastronomia, mas não imaginei que fosse colecionar tantas histórias e fazer tão bons amigos.

O Vale dos Vinhedos, onde Bento está localizada, é umas das melhores opções para quem gosta de enoturismo. É possível montar roteiros que incluem visitações a adegas e vinhedos, com direito a degustar os melhores rótulos.

Cascata dos Amores

Dessa última vez, optei por incluir Caminhos de Pedra no roteiro. Nele estão incluídas algumas atrações que valorizam a cultura da região. Há o Moinho da Casa da Erva Mate, a Casa da Ovelha, a Casa da tecelagem e ainda as tradicionais e conservadas casas antigas feitas de madeira com porões de pedra. Um verdadeiro encanto.

Casa da Erva Mate
Casa da Ovelha

À medida que esses cenários foram se apresentando, fui entrando em contato com diferentes histórias e a cada nova história, fui fazendo novas descobertas.

Aprendi, por exemplo, que os porões de pedra tinham a função de conservar os alimentos e que as cozinhas eram construídas do lado de fora das casas para que, em caso de incêndio, o restante da moradia ficasse protegido.

bento9
Vindima

Viajar sempre nos faz entrar em contato com coisas do mundo que não são as nossas. Por mais que as informações estejam disponíveis, quase nunca paramos para pesquisar sobre o que não precisamos.

Nunca podia imaginar que ao chegarem aqui, enquanto construíam suas casas, os italianos tiveram como primeira moradia as raízes do Umbu, árvore popularmente conhecida como Maria-mole por sua madeira imprestável.

O governo não cumpriu o que havia prometido aos imigrantes, mas, felizmente, madeira e pedra eram abundantes e o solo era fértil. E assim se construiu um um povoado, com a força do trabalho.

bento7
Umbu
Vinícola Don Giovanni

Essas e outras histórias que ainda irei contar aqui acabaram me emocionando e despertaram em mim uma grande admiração pela região. Não à toa, já faço planos para retornar na próxima vindima e aproveitar para fazer o que há de melhor no Vale dos Vinhedos: beber, comer e ouvir histórias.

Porque os caminhos podem ser de pedra, mas o coração não é. E, com certeza, um cadinho do meu ficou em Bento Gonçalves.

Até breve!

 

ROTEIRO COMPLETO

Primeiro dia:

Passeio Vinhos de Pinto Bandeira: visita às vinícolas Don Giovani, Cave Geisse e Valmarino

Segundo dia:

Caminhos de Pedra

Terceiro dia:

Fascínios da Vindima: visita às vinícolas Cainelli, Salton e Cristófoli.

 

DICAS DE VIAGEM

Melhor época:

Os meses de verão são os melhores meses para quem deseja apreciar a vindima.

Onde se hospedar:

A cidade possui ótimos hotéis a preços diversificados.

Vale pesquisar os hotéis Laghetto Viverone e Dall’Onder Grande Hotel que ficam na parte mais alta da cidade.

O Hotel Vinocap fica localizado no centro da cidade.

Todos possuem café da manhã.

Passeios e como chegar:

O site da Secretaria de Turismo de Bento Gonçalves apresenta diversas opções de rotas turísticas e de como chegar partindo de diversos pontos.Vale a pena conferir!

A agência Giordani Turismo oferece pacotes com roteiros variados, carro para os passeios e translado.

O que levar:

Mesmo sendo verão, Bento está na Serra Gaúcha, isso quer dizer que a temperatura pode cair um pouquinho, principalmente, à noite. Para não ser pego de surpresa, vale levar um agasalho.

Recomendo usar tênis ou calçados fechados para quem for visitar os parreirais. Usar rasteirinhas não é uma boa ideia, mesmo com o tempo ensolarado.

Para os amantes do vinho que optarem pelos roteiros com degustações, sugiro consumo moderado da bebida, pois algumas visitas já começam bem cedo mesmo, por volta das nove da manhã.

Vale o mesmo para quem pretende alugar carro. Se for beber, não dirija.

No mais, é só aproveitar e boa viagem!